Há muito... muito tempo que vos andamos a tentar mostrar que tudo aponta para uma substituição real dos meios de socorro em Portugal, nomeadamente pelos tão afamados GIPS da GNR, pela Força Especial de Bombeiros, e de uma forma quase que consumada pelo INEM na vertente da emergência pré hospitalar. Muitos, mostram-se surpresos e pouco concordantes com aquilo que vos andamos a tentar dizer, através de exemplos concretos. Mas a duvida, vai-se esbatendo em factos e dissipando com o tempo. Hoje, deixamos aqui mais um exemplo, que em tudo, vem mostrar o investimento alargado que o Ministério da Administração Interna tem imprimido no Grupo de Protecção e Socorro da GNR. Em nossa opinião bem (e escusem-se a investidas na secção dos comentários acerca disto que estou a dizer!). Os exemplos que temos dado (quase que semanais) no BPS, fazem de nós uma força descredibilizada, onde urge, de forma célere, o aparecimento de "alguém", onde reine a disciplina, o rigor, a formação e a rapidez, seja em que situação for. As fotos que se seguem, são parte integrante do novo fardamento dos GIPS da GNR. Apreciem com calma, e façam uma reflexão profunda, do porque, deste material de primeira linha.

E porque tambem trabalhamos quase que diariamente com eles aqui fica o novo fardamento da Unidade Nacional de Transito (Ex-Brigada de Transito)

 
Top